Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Vi a Perla na TV e tive uma premonição!!!

Em 1979, eu morava no Catete e estava desempregado. Tinha me demitido da boate "Fossa", onde acompanhava vários cantores, sob a batuta do pianista Ivan El Jaick.
Na época, eu tinha 18 anos, gostava de rock, mas tocava música brasileira dos anos 50, o que - para mim - não fazia nenhum sentido.
Você acredita em premonição? Pois é: um dia antes de ser contratado para acompanhar a artista, era um sabadão, e eu estava sentado na sala assistindo o programa do Aerton Perlingeiro (Almoço com as Estrelas) e quem surge cantando: Perla! Não sei porque, tive uma certeza avassaladora de que ia trabalhar com ela, mesmo não conhecendo, sem ter nada que nos ligasse
Meus amigos acreditem: dois dias depois, eu acabei viajando pelo Brasil inteiro, durante aquele ano, acompanhando a cantante paraguaia.
A banda era um "power trio": Renato Baraldo, na guitarra (excelente músico), eu, ao contrabaixo e um baterista, uma cara muito simpático, chamado Dirceu, com quem acabai compondo algumas canções (sempre referendadas como "uma merda" pelo Reinaldo).
Rodamos o Norte/Nordeste, Minas e o interior de São Paulo e parte do Sul do país, fazendo uma média de dois shows por dia, para se ter idéia do prestígio da artista.
Ah! Ela era simpática, inteligente e muito, muito sacana. Várias e várias vezes me deixou em situações constrangedoras com brincadeiras que, invariavelmente, acabavam com o marido dela na época, João Reinaldo, me jogando na piscina.
Com a sequência de shows, eu fui pirando na batatinha e lembro que saí da banda porque, numa excursão para o sul do país, eu não quis viajar de ônibus. Só iria se fosse de avião.
É obvio que não fui atendido e levei um pé-na-bunda, prá deixar de ser metido.

Um comentário: