Pesquisar este blog

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Cruzeiro no Grande Holiday - Ibero Cruzeiros

Vamos lá! Nossa última aventura foi entrar embarcar no Grand Holiday para um cruzeiro de sete noites pelo Nordeste/Sudeste.
Na chegada ao porto do Rio de Janeiro, encontramos filas intermináveis. A sensação era de... mico! Mas, qual o que! As filas eram para os gigantes MSC Música e Costa Serena! Para o Grand Holiday, um navio para "apenas" 1800 passageiros, o embarque foi bem fácil, sem filas, quase privê!
Chegando à nossa cabine, nova surpresa: era ampla, com muitos armários e um bom banheiro (para o padrão cabine com vista externa).
O navio não é dos mais luxuosos. É funcional! A piscina principal é pequena, tem duas piscinas menores (uma delas aquecida, na proa) e duas pequenas jacuzzis.
Em compensação, para quem gosta, tem uma área de sauna e banhos turcos, MUITO BOA, que recomendamos.
No quesito refeições, o Grand Holiday é contrastante. No café da manhã, a disputa por espaço atrapalha saborear os bons pães e doces confeitadas, feitos pelo padeiro de bordo. Um dos melhores é um pão, do tipo caseiro, insequecível, acompanhado por queijos dos mais variados. Em compensação, o café é do tipo solúvel, quase que purgante. Recomendo partir para os sucos...
No almoço, se vc for para o Buffet, repete-se o drama do almoço, por falta de espaço. Já no restaurante mais chique, no caso, o Albaron, a satisfação era garantida.
No jantar, sempre no Alboran, ficamos em uma mesa com dois casais muito simpáticos, que nos garantiu muitos papos e risadas durante essas noites. Garçons e cumins muito atenciosos, boa comida e um vinho espanhol, tipo colonial, que não fez vergonha ( nem o branco, muito menos o tinto).
Desembarcamos em Salvador, já que o cais do porto fica bem próximo do Mercado Modelo, para almoçar no Odoiá, no Pelourinho. Subimos pelo elevador Lacerda (que está com duas cabines desativadas) para dar uma volta e comer aqueles acarajés, abarás e um bobó de camarão que só Salvador pode oferecer.
 No Deck 11, ainda na praça Mauá.
Piscina principal do Grand Holiday

Na volta, demos mais uma passadinha na Fundação Jorge Amado, tomei um cravinho (forte!!!) e descemos de ônibus, apreciando a paisagem ( Praça Castro Alves, Campo Grande, a descida que vai dar no Porto, perto da Igreja de Nossa Senhora da Conceição.
Marcinha no Odoiá (Pelourinho), com a Praça ao fundo. O local é uma esquina do mundo!
Renata, Marcelo, os garçons do Alboran, eu, Jorginho, Cristiane e Marcinha

Um comentário:

  1. Muito bom , otima qualidade e os garsom Iromar e Eber Xavier são os melhores :)

    ResponderExcluir