Pesquisar este blog

domingo, 15 de julho de 2012

Pousando em Santiago


POUSO E CHEGADA A SANTIAGO
    Finalizando o relato: o voo transcorreu sem problemas, apenas alguma turbulência (inevitável) ao cruzar a Cordilheira dos Andes. Dali até Santiago são menos de 15 minutos de voo. O pouso acompanhou o padrão do voo e da tripulação (tranquilo).

     Na chegada, com a temperatura beirando os 4º C, subimos através do finger, e atravessamos os corredores do aeroporto à caminho da imigração. O Chile opera num sistema de tolerência zero com sementes, brotos, frutas e embutidos. Nada entra sem controle. As multas começam com o equivalente a US$ 200 e podem chegar aos milhares. Se vc for levar uma maçã para o lanche, se não a consumir no avião, jogue fora ou entregue para o funcionário de plantão, antes de passar pela barreira sanitária!
TAXI ATÉ PROVIDENCIA
    Quem não tem transfer programado, pode pegar um dos taxis do aeroporto. O valor da viagem (do aeroporto até o bairro da Providencia) fica em torno dos US$ 35.  Para os cariocas: A distãncia é parecida com o trajeto Zona Sul - Ilha do Governador. O valor é salgado!

Lan Chile - Voo LA773

  CHECK IN 
    O voo LA773 (Rio de Janeiro/Santiago) parte às 17:20h. A passagem da Lan Chile informa que a apresentação no aeroporto deve ser às 14:20h, ou seja, TRÊS horas antes do embarque.
     Tudo bem, cheguei no horário determinado pelo e-ticket e, qual não foi a minha surpresa, o check in estava aberto pontualmente às 14:20h!
       Check in rápido e informal, com a confirmação dos assentos previamente marcados no site da LAN e...
esperar a abertura do portão da área de acesso ao embarque internacional. 
NÃO MELHORA
    Aproveitei para andar até a área doméstica do Terminal 1, subindo a escada rolante (que estava funcionando) para tomar um lanche (no caso um mate e pães de queijo no Mega Mate - com gosto e consistência de anteontem...).
     Aberta a área de acesso ao embarque internacional, às 15:30h, passei pelo detetor de metais, pela Polícia Federal e fui ao free shop Duty Free. Com poucos produtos e preços nada convidativos, o espaço é para compras de última hora (esqueceu a escova de dentes? Pasta dental? Desodorante?) ou um chocolate para esperar o momento do embarque.
       Na área de embarque, tomei um cafezinho (bom, por sinal), aguardando a chamada do voo.

   
EMBARQUE
     Com algum atraso, o pessoal de terra da LAN iniciou o procedimento de embarque. A aeronave, uma airbus A-320, com 28 fileiras. Ao embarcar, jornais para leitura distribuídos na porta  e uma surpresa desagradável: a poltrona suja, com leite... Mas nada que um lenço úmido não resolvesse!
     Aeronave correndo na pista (por volta das 18:00h), decolagem tranquila, ganhando altitude... 


    O comandante - atencioso - nos passa detalhes da rota até Santiago: Proa Santos, passando por São Paulo, seguindo para Foz, Mendoza, atravessando a Cordilheira dos Andes, pousando na capital do Chile, às 22:00h.
    Ao meu lado, viajou uma chilena, médica formada no Brasil, que trabalha na área administrativa do sistema de saúde chileno. Me contou que estava no Rio para participar da Maratona. Através dela, fiquei conhecendo um pouco de como funciona o povo chileno e o quão rígida e dividida é aquela sociedade.
    Mas isso é assunto para um próximo post. 
SERVIÇO DE BORDO
    Agora, vamos falar do serviço de bordo: na hora do jantar, serviram um sanduíche de salame, queijo, tomate e cebola, acompanhado por vinho tinto (preferi beber um suco). De sobremesa, serviram uma torta de chocolate (insossa). 
    A LAN forneceu fones individuais (dez canais de áudio - música internacional de ótima qualidade), enquanto nas TV's de LCD da aeronave(com problemas de definição), um filme e epsódios da série Friends podem ser apreciados durante o voo.